Retour

Dampierre Lourenco


O espelho atrofiante

Galante, sobrio e repousado.

Cujo Brilho me deixou pasmado.

Quem se atreveu a roubar o brilho

Ontem ao cair do dia

 

Ensemeado de ideias, desejo

Nao, este espelho e meu

O rosto do pays tem vida

Na prisao de cristal




Envoyé: 00:03 Tue, 26 March 2024 by : Dampierre Lourenco age : 27